Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Setembro, 2012

Poeta

Poeta é aquele capaz de converter
uma mirada verde em dous olhos de gato.
Poeta é aquele que dum sol-pôr faz ver
que lua, sol e mar fazem um triunvirato.

Poeta é aquele que sabe enobrecer
palavras vãs, baleiras, de falabarato.
Poeta é aquele que pode fazer ser
um mar onde perder-se os beiços que hoje cato,

uma escaleira ao céu esse teu par de pernas,
presente de Vénus o monte que o governa,
cova das maravilhas onde não dá o sol,

película de seda branca a que te envolve,
canto de sereia o gemido que me absolve,
o teu virgo quebrado pétalas de frol.

Anúncios

Read Full Post »

Lágrimas de sal

Sempre vês a garrafa mediada
das lágrimas de sal do coração
que choras por seres tão desgraçada
por não teres um príncipe azul cão.
Não sabes se subir ou se baixar,
não sabes se dormir ou acordar.

Queres um cavaleiro ou um truão?
Queres um trapaceiro ou um galão?
Queres um guerrilheiro ou um langrão?
Queres um libertino ou um deão?
Não sabes se esquecer ou se lembrar,
não sabes se saber ou ignorar.

As coitas para ti são má piada
dum deus ou desse karma tão cabrão
que falam nas revistas de carnada
e ultimamente na televisão.
Não sabes se sorrir ou se chorar,
não sabes se cuspir ou se tragar.

 

Read Full Post »