Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Intimista’ Category

Lágrimas de sal

Sempre vês a garrafa mediada
das lágrimas de sal do coração
que choras por seres tão desgraçada
por não teres um príncipe azul cão.
Não sabes se subir ou se baixar,
não sabes se dormir ou acordar.

Queres um cavaleiro ou um truão?
Queres um trapaceiro ou um galão?
Queres um guerrilheiro ou um langrão?
Queres um libertino ou um deão?
Não sabes se esquecer ou se lembrar,
não sabes se saber ou ignorar.

As coitas para ti são má piada
dum deus ou desse karma tão cabrão
que falam nas revistas de carnada
e ultimamente na televisão.
Não sabes se sorrir ou se chorar,
não sabes se cuspir ou se tragar.

 

Anúncios

Read Full Post »

Não te pude conhecer

Por que te vás
se ainda não te pude conhecer?
Por que te vás
se ainda não te pude compreender?

Por que me deixas?
Por que calaste?
Por que não falas?
Por que te foste?

Read Full Post »

Diz-me

Diz-me que me amas,
diz-me que me queres.
Misteriosa dama
dona de prazeres.

Read Full Post »

A luz do sol

Que será este brilho claro?
Será o sorriso da Lua?
Será este o meu faro?
Será esta luz a sua?

Poderei ter nele emparo?
Escapar já da cafua?
E fugir do desamparo,
da penumbra fria e crua?

Tenho lágrimas nos olhos.
Não acredito na sorte
de ultrapassar os escolhos,

de ter topado o meu norte,
ter fugido dos abrolhos,
ter escapado da morte.

Read Full Post »

Trova IV

Há sobre a terra um espelho
para ela se observar,
desde o céu acariciar
o seu rosto branco e velho.

Read Full Post »

Trova III

Quer absorver o calor,
enquanto à vida se aferra,
mas já dá sentido a dor
que a matará sobre a terra.

Read Full Post »

Trova II

Céu cinzento, está a chorar
nos dedos dos rumorosos
estendidos pra tocar
a paixão do glorioso.

Read Full Post »

Older Posts »