Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Sistema’

Rebelião

Foram ambos os dous pastar
A vaca, o touro, devagar
O touro sempre a abafalhar
A vaca dixo que está cansa

Trabalho arreu pra leite dar
Mas isto um dia vai finar
Levo já um tempo a me cansar
E vou deixar de ser tão mansa

A novela dixo não
Que viva a revolução!

Um dia destes vou deixar
De vos dar cousas pra tomar
O leite agre vai estar
Não comereis os meus filhinhos

Não vai haver mais abstenção
Já é suficiente abnegação
Uma pequena aclaração
Podo morar cos meus vizinhos

A novela dixo não
Que viva a revolução!

Tu, bravo touro, escuita bem
Que quede claro: sou alguém
Estou já farta de desdém
E de sentir-me decaída

Que saibas que vou ir além
Do sentimento de fraquém
E não me vai parar ninguém
Quero viver a minha vida

A novela dixo não
Que viva a revolução!

Publicado originalmente em Abril de 2005
Baseado em
La Gallineta de Lluis Llach


Anúncios

Read Full Post »

Há outra maneira

Se colheres um anaco da terra
poderias trabalhá-la e viver dela

De quem é a terra que trabalhas?
Tua? Do teu patrão?

Haverá quem se aproveitará
da suor do trabalhador
Haverá quem pensará
que dar trabalho é um favor

Não é certo

Não é lícito viver
do trabalho dos demais
Mentres outros não têm
sempre querer mais

Ánsias de atesourar
de possuir, de guardar
Causadas por um sistema
de ignorância criminal

Ignorar os problemas alheios
para ter os seus petos cheios
Ignorar quase o mundo inteiro
mentres tem o bandulho valeiro

Há outra maneira

Publicado originalmente em Fevereiro de 2005

Read Full Post »

A preguiça da justiça

Um moço cometeu um erro
que a sociedade rejeita
A cousa já estava feita
Já não servem os berros

Uma injusta justiça
não deixou dar mais passos
Sua fodida preguiça
não trabalhou neste caso

Uma irrisória condena
Apenas pensá-lo me apena

Logo seguem na puta rua
outros que rim na cara
do sistema que controlam
Sabem que por serem eles
não os vai tocar ninguém
Não dá chegado a sua hora
O sistema não fai rem

O rapaz vai irá a prisão
por inconsciente toleria
Outros na casa estarão
por reticente picardia

Nunca te esquecerei
mocinho, coitado
Vítima deste puto sistema
Vítima dos putos advogados

Publicado originalmente em Janeiro de 2005

Read Full Post »